domingo, 5 de agosto de 2018

Revista Playboy: O tesouro dos anos 80 e 90

Bem vindo Internauta 90!
Possivelmente você conhece a Revista Playboy e embora hoje sua popularidade não esteja tão em
alta como era uma vez, nas décadas de 1980 e 1990 aqui no Brasil era uma tradição algum amigo seu ter uma escondida e passar para você ver as lindas musas da época sem nenhuma roupa.
Pra quem tem seus 28 até seus 40 e poucos anos possivelmente deve se lembrar de um tempo sem internet onde a maioria dos homens só tinha via uma "mulher nua" quando já era casado ou tinha namorada ou "pagava" pra isso. Mas pra quem tinha seus 14 até 20 anos e ainda não namorava, somente alguns poucos sortudos tinham esse privilégio.
Porém para todos nós havia uma luz! A mágica "Revista" que ficava na banca mostrando aquela "famosa do momento" apenas de "maio asa delta" com um nome gringo, chamada Playboy que foi alegria da maior parte dos garotos do 2º Grau.
Aqui vou falar de 15 Curiosidades, que dificilmente você vai achar na internet, porque essas são experiências "pessoais" e que acontecia comigo e com a maioria desse pessoal dos anos 90 e 80! Por isso, se você tem seus 14 até 20 anos, esqueça tudo o que seu pai, seu tio ou talvez seu irmão mais velho comentou sobre isso, a realidade é menos fascinante do que você imagina!

1.Quando alguém tinha uma, todo mundo dividia!
Numa era onde a internet ainda estava longe de ser real, quando um adolescente conseguia uma revista geralmente dada pelo pai, tio ou irmão mais velho e levava para escola, era uma das "alegrias" do mês! Não precisa ser uma "nova". Podia ser uma de 5 anos atrás, ou mais, pois o importante era ver a "anatomia feminina" para aqueles "homenzinhos". Ninguém se importava com a quantidade de "pelos" ou a ausência deles, apenas queria ver uma mulher "como veio ao mundo".

2. A nova estrela da TV sempre virava capa!
A Estrela da Novela “Bebê a Bordo''
Nos anos 80 e 90 quando uma mulher fazia sucesso na TV cedo ou mais tarde acabava na Playboy, assim como "a nova Miss Brasil" e depois do anos 2000 as "estrelas do BBB".
Por isso era comum entre a gente comentar ao ver a "nova queridinha da novela ou de um programa de auditório" dizer: quando sai a Playboy dela?
As que faziam geralmente um sucesso estrondoso entre os homens de 18 a 40 anos, eram as que na época recebiam o cachê mais alto e muitas para "alavancar a carreira" também recorreram a revista ou aceitaram o seu convite sem mesmo pestanejar, porém vale lembrar que a maioria dessas informações viam na revista "preferida" da sua irmã mais velha uma tal de "Amiga" e uma tal de "Contigo".


3.Você nunca tinha certeza se estava vendo a vagina!
Embora a revista era para ser de "mulher pelada", você não via completamente a vagina, e quando ela era "raspada", muitas vezes a modelo cruzava as pernas. Eram raras as fotos onde elas ficavam num posição que você conseguia ver totalmente a vagina ou o ânus. Uma das "lendas urbanas" que se criou sobre isso era o fato das modelos (ou até mesmo os empresários ou maridos), escolherem as fotos, mas depois "graças" a internet foi descoberto que elas não eram tão "lendas" como diziam.

4.Pelos Pubianos era a visão do paraíso!
Clique para Ampliar!
É estranho comentar isso, já que faz muito tempo que as mulheres aderiram a "depilação total" nas suas parte intimas, mas muitas vezes a única maneira   para você  acreditar que mulher estava realmente nua era quando você via os "pelos pubianos", geralmente nas fotos frontais.
Como citado antes, muitas vezes a foto era escolhida pela "estrela da capa" então como muitas optavam por não serem vulgares (afinal querendo ou não era uma revista de nu artístico) ficavam escolhendo os ângulos que as deixariam mais sexy ou mais naturais.
Na década de 1980 e 1990, muitas mulheres ainda não depilavam por completo e outras usavam outros tipos de "corte" para ficarem mais "sexy" como na figura que você pode ver ao lado.


5.Muitas fotos eram apenas peitos e bundas.
Cindy Crawford  musa americana da época 
Quem não tinha Playboy muitas vezes apelava para outras revistas como "Cláudia, Capricho, Nova ou Boa Forma" e raramente nelas aparecia a foto de uma modelo
ou atriz, mostrando "como veio ao mundo" porém sempre preservando o "nu frontal". Muitas revistas nos engaram bonito, pois ao invés de mostrar "nu" mostrava apenas a modelo de "nu lateral", ou usando uma lingerie sem sutiã, ou de cinta liga, mas de sutiã e calcinha. Nem preciso falar da decepção de todo mundo ali na roda de amigos ao abrir a revista e dar de cara com essas fotos!
Porém justiça seja feita, isso acontecia muito quando a revista inventava de publicar uma "Capa" de uma Edição Americana, pois as edições brasileiras sempre foram as melhores (até isso foi reconhecido pela Playboy Internacional), embora depois dos anos 2000 começou a ficar igual a edição gringa!

6.Coelhinhas e aspirantes a famosas mostravam tudo
Quando era uma "coelhinha" ou uma "aspirante a fama" daí a revista mostrava tudo sem o menor pudor, e por mais que a capa "fosse uma mulher cobiçada" as coadjuvantes eram muito mais "belas e formosas" do que a "atração principal" e ainda tinham um "bônus extra": muita delas faziam sucesso depois na tv ou nas passarelas, assim a ansiedade de ver "ela como veio ao mundo" já tinha saciado.

7.O segredo do seu pai
Quase todo pai dos anos 80 e 90 tinha uma dessas revistas (o pai tinha assinatura, então tinha várias) e vocês nem imaginam a felicidade de um garoto no "auge da puberdade" ao revirar as revistas do pai, encontrar uma delas! A revista era "tomada de assalto" e ia direto para mochila para mostrar aos colegas assim como foi fielmente retratado no seriado "Todo Mundo Odeia o Chris" quando ele acha uma revista de mulher nua nas coisas de seu pai.


8.As entrevistas as vezes eram a melhor parte
Quando a revista estava um "porre" geralmente tinha uma entrevista legal geralmente com uma pessoa famosa que ao contrário de outras revistas, na Playboy eles
falavam "até demais". Basta você pesquisar na internet e vai ver que as maiorias das "declaraçõe polêmicas" de muitos políticos, atores, músicos, esportistas ou apresentador
saiu justamente "das entrevistas para a revista" o que se tornou uma "dor-de-cabeça" para muito deles, assim como muito deles se arrependem de ter dado a entrevista!

9.A Idade das modelos
A Transexual mais Bonita dos anos 80!
A maioria das capas da revistas sempre tinham entre 18 e 24 anos, porém muitas famosas também já tinham mais de 30 ou até mesmo 40 (a maioria dessas já tinham posado outras vezes como você pode conferir nesta lista)além que pelo menos uma "menor de idade" ter posado além de até uma transexual (que deixou muita gente surpresa quando descobriram que uma das mulheres mais bonitas do país na verdade era um homem).
Porém naqueles anos a maioria dos homens estavam pouco se importando para que idade elas tinham, pois para a gente tudo era uma beleza só. Outro fato curioso é quando uma(s) amiga(s) olhavam a revistas só sabiam achar defeitos nas modelos, já que eram uma época sem photoshop.

10.Beleza Natural
O Photoshop só começou a aparecer de verdade nas edições depois de 2000, antes disso tirando talvez um "excesso de maquiagem" ou "um truque de iluminação" era tudo natural (tanto o corpo da mulher, tanto da Capa Principal, quanto das coelhinhas) e por isso que muita gente considera essas revistas as melhores não por "nostalgia" ou por "quer era da geração X ou Y" e sim porque as mulheres pareciam mais reais e não escondiam "estrias ou varizes" quando as tinhas (e quem disse que dávamos bola pra isso?) mas contudo muitas capas só foram destaque realmente por serem famosas, pois se tratando de beleza, até a sua vizinha ao lado poderia posar no lugar delas.

11.Foi o tesouro de muita gente
Para os poucos "adolescentes" que possuíam uma ou algumas dessas revistas, eram guardadas como um "tesouro" geralmente lá no "fundo da gaveta" ou num baú que sua mãe não tinha acesso, ou ainda no "quarto da bagunça" da casa, enfim, em algum lugar bem longe das "garras da moral e do bom costume" e olha que hoje em dia a revista chega até "moralista demais" com que se tem acesso hoje na internet! Sem contar que aquele que seu "irmão mais velho" sempre tinha o quarto "cheio de poster" que vinham juntos na parte central da revista.

12.O primeiro Site da Revista era muito bom!
Quando o site da revista saiu (isso lá 1997) era muito bom, porque você conseguia ver (ou rever) muitas edições da revista na "integra" ou pelo menos com as melhores fotos da edição e algumas que nem tinham saído na publicação. Como meu pai não assinava mais a revista, pra mim foi uma mão na roda, pois assim fiquei "atualizado" de várias edições que não vi além do mais com muitas garotas que eu queria ver. Claro que não demorou muito para eles "tornarem pago" o site e acabar com nossa alegria e sem contar que ainda a internet era "discada" ou seja, para baixar uma foto de apenas 190k demorava uns 10 minutos! Imagine abaixar uma revista toda!

13.A Sessão Flagra, Quadrinhos eróticos e "Cartoons" Adultos
Radical Chic
Talvez o ponto mais "erótico" da revista era a "Sessão Flagra" pois mostrava todas as celebridades dos "anos 80 e 90" de um ângulo natural, geralmente pegas desprevenidas e "pagando calcinha ou peitinho" além de mostrar como eram feitas as "cenas de sexo" de muitos filmes, tanto que sempre em dezembro, havia uma "Sessão Especial" mostrando as melhores cenas dos filmes.
A Revista também publicou "Quadrinhos eróticos" mas no estilo "Softporn" (que não aparece bem as partes intímas)e nesse mesmo estilo fez as "Aventuras da Tiazinha" porém usando fotos reais e isso já em 2001. A revista também trouxe muitos "cartoons" de piada adulto, sendo talvez o "Radical Chic" o mais conhecido, além de outro onde o personagem falava com o próprio pênis (cujo o nome não me recordo).


14.As Concorrentes
Nos anos 80 e início de 90, a concorrente principal era uma revista "mediana" chamada "Ele e Ela" (da Editora Manchete) que apesar das mulheres serem muito lindas, a sua maioria não era famosa (embora a revista mostrou a nudez em primeira mão de muitas mulheres que se tornariam famosas depois). A partir de 1994 surgiu a revista "Sexy" que tem até hoje. Além disso como hoje, haviam revista menores de mulheres nuas, porém sem impacto direto no mercado.  Essas duas revistas tinham diferenciam dela: mostrava as modelos em ângulos sem nenhum pudor, ou seja não ficavam escondendo as "partes intimas" (nem mesmo das famosas) em "close programado" ou atrás de "pelos pubianos" e de certa forma esse sempre foi um dos pecados da Playboy.

15.Piadas da Playboy
Pra finalizar a parte da revista que pouca gente lia (na verdade quase ninguém lia todo mundo ia direto para as fotos) que eram as piadas, sempre na última página da revista e a maioria tinham caráter sexual, cotidiano ou político. A piada que mais me lembro era uma sobre a "Ex-URSS" que serve muito ainda para o Brasil hoje em dia:

"Na URSS uma professora faz a seguinte pergunta:
- Onde as crianças são mais felizes? (Os Alunos Respondem)
- NA UNIÃO SOVIÉTICA PREFESSORA!
- Onde os Rio são de chocolate e a fatura na mesa?
- NA UNIÃO SOVIÉTICA PREFESSORA!
- Onde as pessoas são felizes e estão sempre alegre?
- NA UNIÃO SOVIÉTICA PREFESSORA!
Daqui a pouco um aluno começa a chorar e a professora pergunta:
- O que foi Bóris? Por que vocês chora?
E o aluno responde:
- EU QUERIA MORAR NA UNIÃO SOVIÉTICA PROFESSORA!"

Postado por:
Rafael "O KH" Dantas
Blog de gravação musical Palco KH Blog sobre os anos 90 Jovem e Adolescente nos anos 90!
Canal do You tube Palco KHTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: faça comentários relacionados a postagem!
Tudo que for de origem ideológica, conteúdo ofensivo ou político será automaticamente apagado! Há vários blogs pra você fazer isso, aqui não é um deles.