sexta-feira, 8 de junho de 2018

Eu achei que a Copa de 1994 iria se repetir

Provavelmente a maioria das pessoas que vieram ver essa postagem acha que falarei da copa, até vou falar, mas como esse é um blog sobre os anos 90 e por isso eu vou falar é da "Copa de 1994" para você e fazer um "paradoxo" com que anda acontecendo no Brasil nessas últimas semanas com a "com a febre da Copa de 2018".
1994 era um ano de "tudo ou nada" para a seleção. Primeiro tínhamos um novo plano "econômico" a caminho que jurava "acabar com a inflação" que viria a ser tornar o Plano Real.
Segundo e talvez o mais significativo de tudo, tinha perdido um dos maiores heróis nacionais que o Brasil já teve que foi Ayrton Senna e mesmo que muitos "não concordem" com isso (até mesmo os jogadores) foi algo que fez a seleção chegar até a final derrotando times mais fortes e tendo a "final do mundo" mais dramática que nem em filme poderia se ver.
Se você olha um vídeo ou matéria sobre os anos 90 a maioria fala de 1996 em diante, porém enquanto todos ficam dizendo "maravilhas" do que dava para comprar com apenas "um real" ninguém comenta que três anos antes a inflação do país chegava a 2500% (só em 1993) e alguém já notou que a maioria dos sites que abordam os anos 90, evitam falar disso? Isso porque ninguém vai comentar que além da inflação, o Brasil tinha chegado no seu "Estado Máximo" onde a "máquina pública" estava completamente "inchada" e quanto maior ela é, mais inflação o país gera pois é a mesma coisa que você pagar "apenas a parcela mínima" de um cartão de crédito e claro que vão dizer "que isso é apenas uma das causas" mas um "Estado" que gasta mais do que arrecada com certeza gera uma "enorme dor de cabeça" para nosso bolso!  
Mas o que isso tem haver hoje em dia? Novamente temos um cenário parecido, pois estamos desacreditados com o rumos da política, do estado, do país e do nosso futuro, e talvez uma copa do mundo agora trouxesse um "pouco de alegria" para nosso povo, porém também pode anestesia-lo de vez justamente esse ano que o próximo em que essa eleição pode ser decisiva para o país avançar ou recuar, dependendo quem colocarmos na presidência.


Em 1994 eu era adolescente e de certa forma levei sorte pois meu pai era funcionário público, então o seu salário basicamente sempre estava em dia e na minha casa não faltava nada, porém não podia já falar de outros amigos meus, cujo a "inflação" corroía o salário dos seus pais, e como já citei em outra postagem, a gente olhava os filmes estrangeiros e não entendia como tudo lá fora era barato e aqui um dia era um preço e depois era outro e assim chegava a ser uma cena de "desespero" o pessoal recebia o salário e corria para o mercado e isso não importava se era pobre ou rico, pois no final tudo ficava igual.

Um dos pontos que vi que essa copa ficou parecido com 1994 que na fase de classificação pegamos times relativamente "fracos", na oitava medianos, nas quartas mais experientes, na semifinal (que foi a verdadeira final da copa) um bem "barra pesada" e a final mais angustiante de todos e tempos e ganhamos! Mas antes que você possa sair gritando "É Hexa" devemos lembrar que aquele
time tinha jogadores realmente "comprometidos em ganhar" pois todos que viram a copa devem lembrar das "malandragens e habilidades" de Romário, do chute "canhão" de Branco, da perseverança de Bebeto (e quanta gente ele emocionou ao fazer a comemoração de seu gol homenageando o filho recém nascido), da liderança de Dunga, da barreira que era Taffarel e lógico da "estréia em campo" que nunca vimos de Ronaldo (o fenômeno).
Sinceramente apesar de estar torcendo e a situação está bem parecida com 1994, não dá muito para para colocar fé num time onde nosso principal atacante está preocupado em "simular queda" do que jogar, embora em 1994 Romário também só ficava na "área" mas caía no pé do baixinho era gol na certa.  Para quem achava que o Brasil iria cair fora já na classificação e viu ele ser campeão foi uma grata surpresa passar pelo México... Mas...
Infelizmente o que eu achei que iria acontecer não aconteceu. Claro que poderia dar uma de técnico dizendo porque a seleção saiu, porque foi azar o gol contra, porque tal jogador não teve chance, mas não vou falar o que todo mundo inclusive da sua família já falou mas(digo pelo menos que realmente o time sentiu a falta de um "finalizador" no jogo contra Bélgica alguém como Romário, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Adriano ou Bebeto) e agora só resta esperar pela próxima copa.
Mas esse é o Brasil. Se essa seleção  tivesse chegado a final e ganho seriam heróis, agora que não chegaram são "tudo e mais um pouco" e assim nunca aprendemos a perder quando o assunto é futebol, em compensação perdemos em tantas áreas que 90% da população não está nem aí porque o mundo é como uma bola, ele não para nem depois de 90 minutos de jogo.

Boa Semana!



Postado por:
Rafael "O KH" Dantas
Blog de gravação musical Palco KH Blog sobre os anos 90 Jovem e Adolescente nos anos 90!
Canal do You tube Palco KHTV

Fontes adicionais: 
http://acervo.oglobo.globo.com/em-destaque/em-1993-os-brasileiros-viveram-auge-da-hiperinflacao-que-alcancou-2500-11263960 
http://travinha.com.br/2014/06/04/curiosidades-da-copa-1994-estados-unidos-o-tetra-e-nosso/ https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1296

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: faça comentários relacionados a postagem!
Tudo que for de origem ideológica, conteúdo ofensivo ou político será automaticamente apagado! Há vários blogs pra você fazer isso, aqui não é um deles.