segunda-feira, 30 de abril de 2018

Vivi nos anos 90: a tristeza com a chegada do Axé e do Pagode!

Quando era pequeno no anos 80 eu via na tv as bandas de BRock e pegava um violão de brinquedo e saía cantando pela casa os hits do momento.
Quando tinha 15 anos, um amigo meu que cantava (bem mais ou menos) falou que se eu aprendesse a tocar guitarra, poderia tocar na "futura banda dele" e assim nós faríamos "cover"
e com as músicas próprias iríamos ganhar o coração das meninas.
Esse meu amigo foi embora, mas eu continuei aprendendo violão, primeiro com meu pai, depois com meu primo, depois com um amigo, depois com revistinhas e eu "tocava muito mal" e mesmo assim
sempre saía com meu velho "Violante Tonante Vermelho" (que está pendurado em meu estúdio) debaixo de braço, sempre com algumas revistinhas.
Quando nos mudamos para Joaçaba - SC pela primeira vez tive um professor de verdade, que era meu saudoso "Roberto Garayo" e pouco tempo estava tocando minhas bandas favoritas como Legião Urbana, Gun´s Roses, Metallica, Engenheiros do Hawaii entre outras e ficava horas e horas em cima tanto do violão quanto da guitarra e estava muito feliz e quando finalmente achei que estava pronto para tocar em público foi aí que tomei uma "pancada na cara"!


Pois a todos estavam curtindo naquele momento Axé e Pagode e a princípio eu achava que era poucas pessoas (nem sei de onde imaginei isso) e que ainda havia público para um bom Rock até que um dia eu estava no colégio com um violão tocando tudo que era clássico como Wish you here (Pink Floyd), Stairway to Heaven (Led Zeppelin), Será (Legião Urbana), Love my Life (Queen) e Alagados (Paralamas do Sucesso) quando vi que só os rapazes estavam gostando e a garotas nem davam muita bola. Daí um colega meu pegou o violão e tocou tudo que era axé e pagode que estava tocando na rádio e todo cantava junto e meninada adorava!
E aquilo para meu ego foi um "tapa na cara" pois eu fazendo músicas complicadas, e ele fazendo até estilos simples (não tocava esse dois ritmos valendo) como 2/4 composto, ska, reagge, forró agrava todos e quando passou o violão de volta pra mim toquei mais uma e já pediram para ele continuar tocando! Aquela foi um decepção que não esqueço porque eu tinha estudado tanto e no final ninguém queria ouvir algo belo e sim que estava na moda. Contudo aprendi que antes de tocar, veja pra quem você vai tocar! ou seja, não adianta tocar "rock" pra quem quer ouvir "pagode" e não adianta tocar "sertanejo" para quem quer ouvir "rock"! Juntado os cacos, continuei estudando música e dessa vez aprendendo alguns sertanejos que até gostava para tentar evitar que isso acontece-se de novo e como meu ego não aceitava aquilo pensei que numa cidade "maior" a coisa iria ser diferente, então imaginem a minha decepção quando fui para Porto Alegre - RS numa festa onde havia uma "roda de violão" e novamente o que aconteceu no colégio aconteceu de novo lá até num nível maior, porque havia músicos profissionais e formados naquela festa!
Então de 1995 a 1998 eu ligava a tv nos domingos era só "tristeza, bunda, dança da garrafa, que pena amor e segura isso, segura aquilo" e até terminar o terceirão não toquei em público e nem no colégio
ficava em casa estudando, ajudava o Roberto com seus alunos, ficava sonhando um dia que minha música seria ouvida, até que em 1999 eu e uns amigos montando uma banda para tentar entrar no mercado profissional.
Como axé e o pagode e agora o Country estava em alta e nós três gostávamos de "rock", montei uma estratégia:  Abrir os shows com umas 6 músicas nesses estilos e depois tacar só o que a gente queria, e dois meses depois estávamos nós se apresentando pela primeira vez e a ideia deu muito certo e assim mantemos esse padrão  até o final do ano, quando começou novamente a nova onda de "rock" (que chamado de BRock fase 2 de 1999 a 2004)e como ficou popular de novo, aposentamos os axés, pagodes e o country, mas muitas vezes  quando aparecia um novo e víamos que era legal, tirávamos e colocávamos no repertório e assim agradávamos a maioria do público.

O engraçado que hoje eu curto essas músicas que não gostava, uma hora por nostalgia, outra porque não eram tão ruins perto do que já ouvimos nesse últimos tempos!

Pra terminar a postagem uma música própria que eu tocava, gravada ao vivo em 2001, por isso não espere muito da qualidade.



Postado por:
Rafael "O KH" Dantas
Blog de gravação musical Palco KH Blog sobre os anos 90 Jovem e Adolescente nos anos 90!
Canal do You tube Palco KHTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: faça comentários relacionados a postagem!
Tudo que for de origem ideológica, conteúdo ofensivo ou político será automaticamente apagado! Há vários blogs pra você fazer isso, aqui não é um deles.